CLASSIFICADOS ON-LINE   |   CLASSIFICADOS IMPRESSO   |   DESENVOLVIMENTO DE SITES   |   GRÁFICA   |   MÍDIA INDOOR   |   REDES SOCIAIS   |   VÍDEOS ANIMADOS   |   NOTÍCIAS

Ex-governador Fernando Pimentel é indiciado por peculado em desvio de quase R$ 1 bi de empréstimos consignados

Ex-governador Fernando Pimentel é indiciado por peculado em desvio de quase R$ 1 bi de empréstimos consignados

Publicado em | 22 Mai 2020

Compartilhe:

Ex-secretário de estado da Fazenda José Afonso Bicalho Beltrão da Silva também foi indiciado pelo mesmo crime. O ex-governador de Minas Gerais Fernando Pimentel (PT), em foto de 2018. Reprodução/TV Globo A Polícia Civil indiciou o ex-governador de Minas Gerais Fernando Pimentel (PT) pelo crime de peculato (subtração ou desvio de dinheiro público). O ex-secretário de estado da Fazenda José Afonso Bicalho Beltrão da Silva também foi indiciado pelo mesmo crime. As informações estão sendo fornecidas pelos delegados Agnelo de Abreu Baeta, Domiciano de Castro Neto e Gabriel Ciriaco Fonseca, do Departamento Estadual de Combate a Corrupção e a Fraudes da Polícia Civil, na manhã desta sexta-feira (22). Segundo Gabriel Ciríaco Fonseca, delegado titular da Delegacia de Combate à Corrupção, o inquérito foi instaurado em agosto do ano passado a pedido do Ministério Público de Minas Gerais para apurar fatos, em tese, criminosos. De acordo com Fonseca, a prática da gestão anterior de desviar recursos de empréstimo consignados que não eram repassados às instituições financeiras foi investigada e chegou à conclusão de que quase R$ 1 bilhão, sem correção monetária, não foram repassados às instituições financeiras credoras. O delgado disse que o valor exato é R$ 924.337.482, 25 que não foi repassado de setembro de 2017 a maio de 2018. “O estado reteve e não repassou às instituições”, disse o delegado. Fonseca falou que 280 mil servidores tiveram os valores descontados no contracheque e não repassados às instituições. Se somados, de acordo com Fonseca, são mais de 2,5 milhões de atos de peculato “Os autores tinham ciência desta situação e imputaram a falta de repasse à severa crise financeira da época”, contou o delegado. Contudo, a Polícia Civil disse que os empréstimos consignados não podem ser afetados por crise porque é uma verba pública que vira particular desde que é incorporada ao contracheque do servidor e, por isso, tem que destinar esse valor às instituições financeiras. O G1 procurou o ex-governador Fernando Pimentel e ele disse que não vai comentar porque não foi comunicado oficialmente sobre o indiciamento. Esta reportagem está em atualização


Fonte: G1 > Rio de Janeiro
https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2020/05/22/ex-governador-fernando-pimentel-e-indiciado-por-peculado-em-desvio-de-quase-r-1-bi-de-emprestimos-consignados.ghtml


Boletim Informativo

Cadastre-se para receber nosso boletim informativo e notícias de sua cidade ou região.


Copyright 2013-2020 Classificados da barra - (21) 4107-6698 / 3502-0876 / 96475-6947.
Classificados da Barra LTDA, CNPJ: 28.894.203/0001-98, Rua Esperança, 259 SL 01 , Vargem Grande, Rio de Janeiro/RJ, CEP: 22785-590 Todos os direitos são reservados. Proibido a reprodução sem a devida autorização.