CLASSIFICADOS ON-LINE   |   CLASSIFICADOS IMPRESSO   |   DESENVOLVIMENTO DE SITES   |   GRÁFICA   |   MÍDIA INDOOR   |   REDES SOCIAIS   |   VÍDEOS ANIMADOS   |   NOTÍCIAS

Brasil deve aumentar emissões de gases do efeito estufa mesmo na pandemia, diz estudo

No país, a previsão é de que as emissões deem um salto em 2020. Isso porque quase dois terços dos gases poluentes do Brasil têm origem no desmatamento ou na agropecuária. Brasil deve aumentar emissões de gases do efeito estufa mesmo na pandemia, diz estudo Um estudo ambiental divulgado nesta quinta (21) afirma que o Brasil está na contramão do mundo quando se observa a emissão de gases do efeito estufa durante a pandemia. Um mundo com menos fumaça. A quarentena imposta pela pandemia reduziu a produção industrial, a movimentação de veículos e outras atividades econômicas que queimam combustíveis fósseis. Resultado: em 2020, as emissões de gases que agravam o aquecimento global deverão cair 6%. Mas o que vale para o planeta não vale para o Brasil. No país, a previsão é de que as emissões deem um salto em 2020. Isso porque quase dois terços dos gases poluentes têm origem no desmatamento ou na agropecuária. Nem a pandemia conseguiu frear a destruição das florestas, que segue em alta. O estudo divulgado nesta quinta-feira (21) pelo Observatório do Clima prevê que as emissões brasileiras devem crescer no mínimo 10%, podendo chegar a 20% em 2020. “Aumentar de dez a 20% das emissões em um único ano é muito expressivo. Isso acontece porque o desmatamento está descontrolado, especialmente na Amazônia”, destacou Tasso Azevedo, coordenador do estudo. A quarentena interrompeu o abate nos frigoríficos. Apenas em abril, 500 mil bois deixaram de ser abatidos – e quanto mais animais no pasto, maior a emissão de gases estufa. No setor de transportes, houve queda no consumo de combustíveis, com destaque para querosene de aviação. Mas aumentou a compra de diesel, utilizado principalmente em caminhões de carga e de entrega. Também houve variação na atividade industrial, na energia e no gás de cozinha. Ao contrário de outros países, onde o descarte de materiais de saúde, como máscaras e luvas, aumentou, no Brasil o volume de lixo hospitalar caiu 17%, provavelmente porque não foi descartado corretamente, diz o estudo. Já a coleta seletiva aumentou . “Os outros setores têm até cumprindo as suas responsabilidades de redução, mas o desmatamento faz com que o Brasil fique feio na foto”, observou Tasso Azevedo. O Ministério do Meio Ambiente declarou que os responsáveis pelo estudo não têm postura construtiva e sobrevivem do alarmismo e de angariar fundos para falar mal do Brasil dentro do país e no exterior.


Fonte: G1 > Rio de Janeiro
https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2020/05/21/brasil-deve-aumentar-emissoes-de-gases-do-efeito-estufa-mesmo-na-pandemia-diz-estudo.ghtml


Boletim Informativo

Cadastre-se para receber nosso boletim informativo e notícias de sua cidade ou região.


Copyright 2013-2020 Classificados da barra - (21) 4107-6698 / 3502-0876 / 96475-6947.
Classificados da Barra LTDA, CNPJ: 28.894.203/0001-98, Rua Esperança, 259 SL 01 , Vargem Grande, Rio de Janeiro/RJ, CEP: 22785-590 Todos os direitos são reservados. Proibido a reprodução sem a devida autorização.