CLASSIFICADOS ON-LINE   |   CLASSIFICADOS IMPRESSO   |   DESENVOLVIMENTO DE SITES   |   GRÁFICA   |   MÍDIA INDOOR   |   REDES SOCIAIS   |   VÍDEOS ANIMADOS   |   NOTÍCIAS

Atraso no repasse de informações dificulta avaliação do impacto da Covid-19 no Pará

Governo paraense afirma que muitas prefeituras estão atrasando o repasse das informações, e uma força-tarefa foi criada para agilizar a organização dos dados. Atraso no repasse de informações dificulta avaliação do impacto da Covid-19 no Pará O atraso no repasse das informações de prefeituras para o governo paraense está dificultando a avaliação do verdadeiro impacto da doença no estado. O Pará registrou 958 novos casos do coronavírus nas últimas 24 horas. Destes, segundo a Secretaria de Saúde, apenas 57 confirmaram o diagnóstico de terça (19) para esta quarta (20). O restante, mais de 900, são casos acumulados de até um mês atrás. Em relação aos óbitos, foram 80 novos registros. Mas de acordo com as autoridades, apenas duas pessoas morreram de terça para quarta. O governo afirma que muitas prefeituras estão atrasando o repasse das informações e que criou uma força-tarefa para agilizar a organização dos dados. Segundo o secretário de Saúde do Pará, Alberto Beltrame, embora os números totais da Covid no estado estejam aumentando diariamente, há sinais de que a curva da doença na região metropolitana de Belém começou a cair. “Não é pelo fato de que nós temos uma tendência, importante dizer isso, uma tendência de queda no número de óbitos e uma tendência no número de casos confirmados, que nós podemos simplesmente sair às ruas, promover aglomeração." O Pará tem mais de 18 mil casos confirmados do novo coronavírus e 1.634 mortes. A doença já se espalhou pelo interior: 98% dos municípios paraenses têm casos do coronavírus. E, em várias cidades, o sistema de saúde não dá conta do número de pessoas que buscam atendimento. A UPA de Capanema, no nordeste do Pará, atendeu, nesta quarta-feira, mais de 70 pessoas com sintomas do coronavírus. A unidade está com todos os leitos ocupados. O governo do Ceará e a prefeitura de Fortaleza prorrogaram o lockdown na cidade até 31 de maio.


Fonte: G1 > Rio de Janeiro
https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2020/05/20/atraso-no-repasse-de-informacoes-dificulta-avaliacao-do-impacto-da-covid-19-no-para.ghtml


Boletim Informativo

Cadastre-se para receber nosso boletim informativo e notícias de sua cidade ou região.


Copyright 2013-2020 Classificados da barra - (21) 4107-6698 / 3502-0876 / 96475-6947.
Classificados da Barra LTDA, CNPJ: 28.894.203/0001-98, Rua Esperança, 259 SL 01 , Vargem Grande, Rio de Janeiro/RJ, CEP: 22785-590 Todos os direitos são reservados. Proibido a reprodução sem a devida autorização.