CLASSIFICADOS ON-LINE   |   CLASSIFICADOS IMPRESSO   |   DESENVOLVIMENTO DE SITES   |   GRÁFICA   |   MÍDIA INDOOR   |   REDES SOCIAIS   |   VÍDEOS ANIMADOS   |   NOTÍCIAS

Pacientes reclamam de cancelamento de consultas e exames em AME onde será inaugurado Hospital de Campanha de Heliópolis

Unidade terá 200 leitos e começa a receber pacientes de coronavírus a partir desta quarta (20). Pacientes que tinham consultas agendadas na AME Barradas, em Heliópolis, na Zona Sul de São Paulo, encontraram os portões fechados na manhã desta quarta (20). Eles foram informados que, por conta do feriado e da inauguração do Hospital de Campanha no local, os atendimentos foram desmarcados. O aviso só foi feito quando os pacientes já estavam à porta da unidade. Nesta quarta (20), o governo promete inaugurar no local o quarto hospital de campanha. O hospital foi construído a partir de uma adaptação da AME, localizada na divisa da capital paulista com São Caetano do Sul. O local funcionava como unidade ambulatorial e realizava pequenas cirurgias eletivas e exames. O hospital terá 200 leitos, sendo 148 de enfermaria, 28 de estabilização e 24 de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Segundo o governo, o investimento foi de R$ 915 mil de custeio e R$ 30 milhões (divididos em seis meses). A capital paulista já tem outros três hospitais provisórios, conhecidos como hospitais de campanha em funcionamento: no Pacaembu, Anhembi e Ibirapuera. No mês passado, o governo do estado disse que o AME foi escolhido por estar em um local de grande aglomeração de pessoas carentes. "Heliópolis é um adensamento extremamente importante que está na divisa da cidade de São Paulo. Fizemos um acordo com a Secretaria Municipal de Saúde no sentido de abrigar nessa região um hospital de campanha que é transformar um AME que é uma unidade laboratorial em uma unidade de internação, nesse sentido fazemos frente as questões relacionadas a essa região onde tem adensamento e um número muito maior de desvalidos", disse Germann na ocasião. Mortes O estado de São Paulo registrou 324 novas mortes por coronavírus em 24 horas, o maior número diário desde o início da pandemia. Com os novos registros, o estado ultrapassou 5 mil mortes por Covid-19 nesta terça-feira (19), segundo a Secretaria Estadual da Saúde. O aumento é de 7% em relação ao dia anterior. No total, já são 65.995 casos confirmados da doença no estado, sendo 2.929 novos registros nas últimas 24 horas. O valor representa aumento de 5% em relação ao dia anterior. Entre as vítimas fatais até esta terça-feira, 3.040 são homens e 2.107 mulheres, de acordo com o boletim diário do governo de São Paulo. O número de registros diários costuma ser maior em dias do meio da semana, uma vez que os municípios trabalham com equipes reduzidas aos finais de semana e feriado, o que atrasa as notificações no sistema. No entanto, o maior pico antes alcançado em 24 horas no estado foi de 224 novas mortes, no dia 28 de abril. Embora a média tenha se aproximado dos 200 em vários dias seguintes, o valor diário nunca havia ultrapassado a casa dos 300. No sábado (16), o estado de São Paulo passou a China em número de mortos. Se fosse um país, o estado seria o 13º com mais mortes, à frente da Turquia, Suécia e Índia. Total de mortes: 5.147 Novas mortes em 24 horas: 324 (+7%) Total de casos: 65.995 Novos casos em 24 horas: 2.929 (+5%) Initial plugin text


Fonte: G1 > Rio de Janeiro
https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2020/05/20/pacientes-reclamam-de-cancelamento-de-consultas-e-exames-em-ame-onde-sera-inaugurado-hospital-de-campanha-de-heliopolis.ghtml


Boletim Informativo

Cadastre-se para receber nosso boletim informativo e notícias de sua cidade ou região.


Copyright 2013-2020 Classificados da barra - (21) 4107-6698 / 3502-0876 / 96475-6947.
Classificados da Barra LTDA, CNPJ: 28.894.203/0001-98, Rua Esperança, 259 SL 01 , Vargem Grande, Rio de Janeiro/RJ, CEP: 22785-590 Todos os direitos são reservados. Proibido a reprodução sem a devida autorização.