CLASSIFICADOS ON-LINE   |   CLASSIFICADOS IMPRESSO   |   DESENVOLVIMENTO DE SITES   |   GRÁFICA   |   MÍDIA INDOOR   |   REDES SOCIAIS   |   VÍDEOS ANIMADOS   |   NOTÍCIAS

Polícia abre inquérito para investigar morte de jovem de 14 anos em operação policial no RJ

João Pedro foi baleado dentro de casa, em São Gonçalo. A família só descobriu o paradeiro dele 17 horas depois. A Delegacia de Homicídios confirmou que ele era inocente. Polícia abre inquérito para investigar morte de jovem de 14 anos em operação no RJ Um estudante de 14 anos foi morto a tiros dentro de casa durante uma operação da polícia numa favela da região metropolitana do Rio. João Pedro tinha 14 anos. Bom aluno, já tinha escolhido o futuro. “Dizia: 'pai, vou ser advogado, vou fazer Direito'. Era esse o projeto dele, o sonho dele. Eu sempre falava para ele: 'filho, estuda, vai ser alguém na vida'”, conta o pai do jovem, Nelson Pinto. Os sonhos do menino foram interrompidos na tarde de segunda-feira (18). Durante uma operação policial, a casa onde ele estava com alguns amigos foi metralhada, como mostram os imensos buracos nas paredes do quarto e da sala. O pai e uma tia estavam trabalhando ali perto. “Quando eu cheguei, eu perguntei: 'cadê o João Pedro?' Aí o primo dele, Natan, falou, chorando: o 'João Pedro foi baleado, atiraram no João Pedro'”, relembra o pai. Segundo a família, os policiais já não deixaram ninguém mais entrar na casa e socorreram o menino em um helicóptero. A partir daí, os pais do João Pedro ficaram sem notícias, não sabiam para onde o menino tinha sido levado, e nem sequer se ele estava vivo ou não. A busca só terminou na manhã desta terça (19), 17 horas depois. João Pedro estava morto e o corpo tinha sido deixado no IML. “A polícia interrompeu o sonho do meu filho. A polícia chegou lá de uma maneira tão cruel: atirando, jogando granada, sem mesmo perguntar quem era”, lamenta o pai. “Meu sobrinho era um menino negro e não é porque ele é negro que ele é bandido. Meu sobrinho não vai passar como bandido para ninguém para corrigir erro de policial nenhum”, afirma a tia de João, Denize Roza. "Não matou o jovem de 14 anos, com sonho, com projeto, querendo ser alguém na vida. Matou uma família completa, matou um pai, matou uma mãe, matou uma irmã e principalmente o João Pedro. Foi isso que essa polícia fez com a minha vida", diz o pai. A Delegacia de Homicídios confirmou que o adolescente era inocente e que já está investigando o crime.


Fonte: G1 > Rio de Janeiro
https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2020/05/19/policia-abre-inquerito-para-investigar-morte-de-jovem-de-14-anos-em-operacao-policial-no-rj.ghtml


Boletim Informativo

Cadastre-se para receber nosso boletim informativo e notícias de sua cidade ou região.


Copyright 2013-2020 Classificados da barra - (21) 4107-6698 / 3502-0876 / 96475-6947.
Classificados da Barra LTDA, CNPJ: 28.894.203/0001-98, Rua Esperança, 259 SL 01 , Vargem Grande, Rio de Janeiro/RJ, CEP: 22785-590 Todos os direitos são reservados. Proibido a reprodução sem a devida autorização.