CLASSIFICADOS ON-LINE   |   CLASSIFICADOS IMPRESSO   |   DESENVOLVIMENTO DE SITES   |   GRÁFICA   |   MÍDIA INDOOR   |   REDES SOCIAIS   |   VÍDEOS ANIMADOS   |   NOTÍCIAS

Pesquisadores tentam entender 'tempestade inflamatória' causada pelo coronavírus

Desde que foi identificada, a Covid-19 representa um desafio enorme para médicos, já que pode atacar diferentes órgãos ao mesmo tempo. Pesquisadores tentam entender 'tempestade inflamatória' causada pelo coronavírus Desde que foi identificada, a Covid-19 representa um desafio enorme para médicos e pesquisadores. Eles tentam entender como combater uma doença que pode atacar diferentes órgãos ao mesmo tempo, provocando o que se chama de 'tempestade inflamatória'. Em quase um mês de internação, o bancário Otávio Gonçalves Júnior sentiu o poder do novo coronavírus. Chegou a ligar para a mulher para se despedir antes de ser entubado por mais de uma semana. “Mais de 80% do pulmão estava comprometido. Tiveram momentos que eu quase cheguei a falecer porque eu tive uma piora no quadro, eu tive problema no coração”, conta. Há mais de três meses, pesquisadores e médicos do mundo inteiro estudam e lutam contra o novo coronavírus. E mesmo profissionais de saúde muito experientes se espantam diariamente com esse inimigo cruel capaz de atacar vários alvos em pouco tempo. “Em mais de 20 anos de prática de terapia intensiva, não lembro de ter encontrado uma doença que atacasse o organismo humano de uma forma tão poderosa e multifacetada”, diz Jaques Sztajnbok, infectologista e intensivista. Nariz, olhos e garganta costumam ser a porta de entrada do novo coronavírus, que depois invade células de várias partes do corpo. “Esse receptor ao qual o vírus se liga para invadir a célula é encontrado no cérebro, no coração, pulmão, no endotélio, que é o revestimento interno dos vasos sanguíneos, no rim, em células intestinais, musculares”, explica Jaques. Dependendo das doenças anteriores do paciente e da resposta do sistema imunológico, o dano pode ser maior ou menor. E tem mais: ao reagir contra o vírus, o corpo normalmente sofre inflamações, mas a do coronavírus... “Ela é brutal mesmo. É algo muito maior do que a gente costumava ver, principalmente considerando-se que é uma infecção viral”, afirma Jaques. É o que os médicos chamam de tempestade inflamatória que, para piorar, abre caminho para infecções por bactérias oportunistas: antibióticos, corticoides, antivirais, anticoagulantes. Dar o remédio certo na hora certa, saber agir em cada fase da doença é um desafio para os profissionais de saúde. “O tratamento tem que ser customizado. O que funciona para um pode não funcionar para o outro, até porque as manifestações não são idênticas entre um paciente e outro”, fala Jaques. Inteligência artificial pode ajudar. Em um laboratório, os médicos alimentaram um programa de computador com tomografias de três mil pacientes, depois entraram exames clínicos e de laboratório. O programa será testado em nove hospitais públicos e privados de São Paulo, Rio, Porto Alegre e Fortaleza, vai ajudar a identificar o que funcionou e não funcionou em casos passados para tratar os infectados que chegam. “Para que nesse momento a gente possa dizer: ‘esse é um paciente que tem um quadro mais grave, ele vai precisar de UTI, ele vai precisar de intubação’, ou ‘esse paciente é um quadro menos grave, vai ter um tempo de internação menor, ele não vai precisar de UTI", destaca Emerson Gasparetto, vice-presidente médico do laboratório. Inteligência artificial, leitos equipados e equipes treinadas. O que os médicos e pacientes esperam é que, no fim da tormenta, grandes lições tenham sido aprendidas. “A vida é curta, é frágil. Você literalmente não sabe o dia de amanhã. Eu nunca tive histórico de doença, eu tenho uma saúde perfeita. Nem pressão alta eu tinha e eu fiquei entre a vida e a morte”, disse o bancário Otávio Gonçalves Júnior.


Fonte: G1 > Rio de Janeiro
https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2020/05/19/pesquisadores-tentam-entender-tempestade-inflamatoria-causada-pelo-coronavirus.ghtml


Boletim Informativo

Cadastre-se para receber nosso boletim informativo e notícias de sua cidade ou região.


Copyright 2013-2020 Classificados da barra - (21) 4107-6698 / 3502-0876 / 96475-6947.
Classificados da Barra LTDA, CNPJ: 28.894.203/0001-98, Rua Esperança, 259 SL 01 , Vargem Grande, Rio de Janeiro/RJ, CEP: 22785-590 Todos os direitos são reservados. Proibido a reprodução sem a devida autorização.