CLASSIFICADOS ON-LINE   |   CLASSIFICADOS IMPRESSO   |   DESENVOLVIMENTO DE SITES   |   GRÁFICA   |   MÍDIA INDOOR   |   REDES SOCIAIS   |   VÍDEOS ANIMADOS   |   NOTÍCIAS

Após unidade de saúde em Tabatinga, no AM, atingir capacidade máxima para atender pacientes, Hospital de Guarnição recebe respiradores

Tabatinga tem 525 e 46 mortes pela doença. UPA de Tabatinga, no AM, está na capacidade máxima para atender pacientes com Covid-19 O Hospital de Guarnição de Tabatinga, interior do Amazonas, recebeu sete unidades de aspiradores portáteis e dez respiradores para reforçar o atendimento a pacientes com a Covid-19, segundo informou o Ministério da Saúde, nesta segunda-feira (18). Tabatinga tem 525 e 46 mortes pela doença. O envio dos equipamentos ocorreu quase um mês após a Unidade de Pronto Atendimento de Tabatinga atingir a capacidade máxima para atender pacientes com Covid-19. Com a situação, o Hospital de Guarnição passou a ser a única referência para os pacientes infectados pelo novo coronavírus. No entanto, a unidade militar também estava na capacidade máxima. De acordo com o Ministério da Saúde, também foram destinados à unidade de saúde materiais e insumos são: três mil aventais descartáveis; oito mil gorros descartáveis; 15 mil máscaras descartáveis com elástico; mil máscaras N95 e cinco óculos de proteção cirúrgica. Além de Tabatinga, a unidade de saúde de São Gabriel da Cachoeira também recebeu o reforço, segundo o governo. Os dois municípios amazonenses concentram grande número de indígenas. Foram destinados ao Hospital de Guarnição de São Gabriel sete unidades de aspiradores portáteis; sete unidades de desfibriladores, 15 oxímetros e oito respiradores. Ainda segundo o Ministério, 11 profissionais de saúde do Hospital Militar de área de Brasília foram deslocados para reforçar o atendimento à população em São Gabriel da Cachoeira. São duas médicas; uma fisioterapeuta; duas enfermeiras e seis técnicas de enfermagem. Ação pede melhorias no atendimento Uma ação civil pública, com pedido de liminar, pede que o governo Federal e o Governo Estadual adotem medidas para tratamento da covid-19 na região do Alto e Médio Solimões. A ação foi ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF), o Ministério Público do estado do Amazonas (MP-AM), a Defensoria Pública da União (DPU) e a Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE/AM). Entre os pedidos da ação estão a ampliação e a estruturação de leitos no Hospital de Guarnição de Tabatinga (HGUT), para garantir acesso universal e igualitário, enquanto durar a pandemia de covid-19, a militares e civis, indígenas ou não indígenas. A ação civil abrange os municípios de Tabatinga, Benjamin Constant, Amaturá, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença, Tonantins, Jutaí e Atalaia do Norte. Na região do Alto Solimões, já foram confirmados mais de 640 casos de covid-19. Por estar situada na Tríplice Fronteira, entre Brasil, Colômbia e Peru, os órgãos destacam na ação que é preciso considerar também a situação da pandemia nos países vizinhos. Em Letícia, por exemplo, cidade colombiana conurbada com Tabatinga, há 229 casos confirmados de covid-19, o que representa o maior número de casos por milhão de habitantes da Colômbia.


Fonte: G1 > Rio de Janeiro
https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2020/05/19/apos-unidade-de-saude-em-tabatinga-no-am-atingir-capacidade-maxima-para-atender-pacientes-hospital-de-guarnicao-recebe-respiradores.ghtml


Boletim Informativo

Cadastre-se para receber nosso boletim informativo e notícias de sua cidade ou região.


Copyright 2013-2020 Classificados da barra - (21) 4107-6698 / 3502-0876 / 96475-6947.
Classificados da Barra LTDA, CNPJ: 28.894.203/0001-98, Rua Esperança, 259 SL 01 , Vargem Grande, Rio de Janeiro/RJ, CEP: 22785-590 Todos os direitos são reservados. Proibido a reprodução sem a devida autorização.