CLASSIFICADOS ON-LINE   |   CLASSIFICADOS IMPRESSO   |   DESENVOLVIMENTO DE SITES   |   GRÁFICA   |   MÍDIA INDOOR   |   REDES SOCIAIS   |   VÍDEOS ANIMADOS   |   NOTÍCIAS

Sobe para 20 o número de mortos por coronavírus no Hospital de Campanha do Anhembi em SP

Nova vítima era mulher com 72 anos e doenças pré-existentes. Agora, chega a 20 número de mortos em hospitais de campanha erguidos para pacientes com a doença. Hospital de campanha do Anhembi está com 519 pacientes internados Subiu para 20 o número de mortos por coronavírus no Hospital de Campanha no Anhembi, montado pelo governo do estado no centro de exposições localizado na Zona Norte de São Paulo, segundo a Secretaria Municipal da Saúde. A morte de uma mulher de 72 anos, com comorbidades, como são chamadas as doenças pré-existentes de risco, foi registrada neste domingo (17). Inicialmente, a Prefeitura havia informado que eram 19 mortos, mas depois corrigiu a informação para 20. Agora, ao total, são 21 mortos em hospitais de campanha: além dos 20 no Anhembi, outra pessoa morreu na unidade de campanha no Estádio do Pacaembu. A Secretaria informou ainda que até o momento, 1613 pacientes receberam alta do HMCamp Anhembi e 638 no HMCamp do Pacaembu. Reportagens do SPTV denunciaram a falta de estrutura, remédios e exames no hospital montado no Anhembi. Na última semana, pacientes falaram sobre a falta de água e equipamentos de proteção, além de chuveiros que não esquentam e banheiros sujos na unidade. Procurada pela reportagem, a Secretaria Municipal de Saúde, responsável pelo hospital da Zona Norte da capital, informou que o problema a falta de água no lugar foi pontual, durou um dia e foi resolvido. Segundo a pasta, não há registros de falta de Equipamentos de Proteção Individual, os EPIs, e nem de medicamentos na unidade hospitalar, que tem os estoques abastecidos. “Faltam equipamentos. Faltam medicamentos. Os banheiros sujos. Falta água. Quando tem água, o chuveiro não esquenta, com exceção em determinados horários”, denunciou José Ricardo Papa, que ficou nove dias internado no Hospital de Campanha do Anhembi para tratamento contra Covid-19 . Antes de morrer, o paciente Mário Roberto Silva, de 49 anos, mandou mensagens por celular para a mulher reclamando da falta de água quente nos chuveiros do Hospital de Campanha do Anhembi. "Aqui é difícil, a enfermeira pegou a roupa, mas não tinha quem dar banho, amor. Os chuveiros aqui de madrugada não esquentam", escreveu Mário, que morreu por complicações da doença após ficar 14 dias internado. Segundo a Secretaria da Saúde, a vítima não tinha comorbidades, que são doenças pré-existentes que podem agravar o quadro de Covid-19. O Hospital de Campanha do Anhembi tem, em média, um paciente morto a cada dois dias. Quadros leves Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, as mortes registradas no Anhembi foram de pacientes que deram entrada com quadros mais leves mas pioraram durante a internação. Atualmente, 1.325 pacientes conseguiram se tratar e receberam alta. “Salvamos 99% das pessoas que ai entraram”, disse Edson Aparecido, secretário Municipal de Saúde, explicando que os protocolos de atendimento de pacientes são diferentes no Anhembi e no Pacaembu. E que não pretende mudar isso. Initial plugin text


Fonte: G1 > Rio de Janeiro
https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2020/05/17/sobe-para-19-numero-de-mortos-por-coronavirus-no-hospital-de-campanha-do-anhembi-em-sp.ghtml


Boletim Informativo

Cadastre-se para receber nosso boletim informativo e notícias de sua cidade ou região.


Copyright 2013-2020 Classificados da barra - (21) 4107-6698 / 3502-0876 / 96475-6947.
Classificados da Barra LTDA, CNPJ: 28.894.203/0001-98, Rua Esperança, 259 SL 01 , Vargem Grande, Rio de Janeiro/RJ, CEP: 22785-590 Todos os direitos são reservados. Proibido a reprodução sem a devida autorização.